CÓDIGO: URO
EXAME: UROCULTURA E ANTIBIOGRAMA COM CONTAGEM DE COLÔNIAS
SINÔNIMOS: CBHPM – 40310213, CULTURA DE URINA, CULTURA DE URINA DE JATO MÉDIO

MATERIAL: URINA AMOSTRA ISOLADA
MEIO(S) DE COLETA: Volume mínimo de  3 mL em Frasco estéril,  Volume mínimo:1 mL em casos específicos (crianças com saco coletor e pacientes renais crônicos, imunossuprimidos, diabéticos, etc).

PRAZO: 4 dias úteis
MÉTODO: CULTURA EM MEIOS ESPECÍFICOS

Instruções de preparo
Medicação: Em caso de uso de antimicrobianos, deve-se aguardar 7 dias após o término do medicamento para realização do exame ou de acordo com orientação médica.
Instruções de coleta
Urina Jato intermediário (médio) – Primeira urina da manhã:
O paciente deve ser orientado a lavar bem os genitais externos com água e sabão; retirar o excesso de sabão; abrir a tampa do frasco, com cuidado para não tocá-lo internamente; desprezar o primeiro jato de urina e colher, diretamente no frasco estéril, a porção intermediária.  De preferência colher a primeira urina da manhã, ou urina com no mínimo 2 horas de retenção na bexiga.

Urina de paciente com sonda:
Coletar a urina após desinfecção da cânula com álcool 70%. Com o auxílio de uma seringa e agulha estéreis, puncionar a cânula e retirar 10mL de urina. Transferir a amostra para frasco estéril.

Urina saco coletor pediátrico:
Após higienização, colocar o coletor. Este deve ser trocado a cada 30 minutos, até que a criança urine. Após a coleta transferir a urina para frasco estéril ou encaminhar coletor dentro de frasco estéril.

Nota:
Informar no cadastro o tipo de coleta no campo de observações.

Instruções de distribuição
Placa semeada: Transportar em temperatura ambiente.
Frasco estéril: Transportar refrigerado entre 2°C e 8°C.
Instruções de estabilidade
A amostra é estável por até 24 horas refrigerada entre 2°C e 8°C nos casos de frasco estéril. A amostra é estável por até 48 horas em temperatura ambiente nos casos de placa semeada.
Instruções de rejeição
Amostras colhidas de recipientes coletores utilizados em hospitais ou de sacos coletores de pacientes sondados.
Instruções de rejeição
Amostras em frasco não estéril, amostra vazada, amostras encaminhadas em frasco com clorexidina, amostras congeladas e amostras de urina 24 horas.

Interpretação
Amostras de urina podem ser submetidas à cultura quando existe suspeita de infecção do trato urinário (ITU) ou para o controle de tratamento em pacientes assintomáticos com maior risco de infecção. Os agentes etiológicos que mais frequentemente causam esse tipo de infecção são as enterobactérias, como Escherichia coli, Klebsiella pneumoniae, Proteus spp. e Enterobacter spp. Entre os cocos gram-positivos, os mais frequentes são os estafilococos, destacando-se os Staphylococcus saprophyticus e os Enterococcus spp.

Esse guia de exames foi útil?