CÓDIGO: SELEN
EXAME: SELÊNIO SÉRICO
SINÔNIMOS: CBHPM – 40313255

MATERIAL: SORO
MEIO(S) DE COLETA: Tubo trace (sem aditivo)

PRAZO: 8 dias úteis
MÉTODO: ESPECTROMETRIA DE MASSAS COM PLASMA INDUTIVAMENTE ACOPLADO – ICP/MS

Instruções de preparo
Medicação: Carbamazepina, fenitoína e ácido valproico podem causar diminuição do selênio sérico. Corticóides, ácido ascórbico podem elevar as concentrações do analito.
 

Instruções de coleta
Coletar a amostra em tubo do tipo trace sem aditivo e sem ativador de coágulo. Após a coleta, aguardar retração do coágulo e em seguida centrifugar. Transferir por inversão o soro obtido para outro tubo Trace. 
 

Instruções de distribuição
Transportar refrigerado (2°C a 8°C).
  

Instruções de estabilidade
A amostra é estável por até 5 dias refrigerada entre 2°C e 8°C.
 

Instruções de rejeição
Amostras sem identificação, inadequadas, insuficientes, recipiente aberto ou danificado serão rejeitadas.

Interpretação
O selênio é um oligoelemento essencial. Após sua absorção, é rapidamente incorporado às proteínas. Os níveis séricos refletem exposição recente. Níveis em sangue total são, aproximadamente, 42% superiores aos séricos. A dosagem sérica é significativa e muito útil para o diagnóstico de sua toxicidade e deficiência, entretanto, em pacientes assintomáticos, pode-se encontrar uma grande faixa de variação dos níveis. Essa dosagem é realizada para monitorar o estado nutricional de selênio em pacientes com nutrição parenteral de longa duração, submetidos à ressecção de intestino e portadores de doenças de Crohn; avaliação de cardiomiopatia de causa intermediária e monitorização de crianças com acidemia propiônica; diagnóstico agudo da toxicidade.