CÓDIGO: SCHIT
EXAME: SCHISTOSSOMOSE ANTICORPOS IGG
SINÔNIMOS: CBHPM – 40307719, ESQUISTOSSOMOSE

MATERIAL: SORO
MEIO(S) DE COLETA: Tubo seco (vermelho) ou Gel separador (amarelo)

PRAZO: 3 dias úteis
MÉTODO: ENZIMAIMUNOENSAIO

Instruções de preparo
Jejum: Jejum aconselhável de 4 horas.
 

Instruções de coleta
Tubo seco:
Realizar coleta utilizando tubo seco. Após retração completa do coágulo, centrifugar a amostra, separar o soro e acondicionar corretamente conforme estabelecido para o exame.
Tubo com gel separador:
Homogeneizar imediatamente após a coleta e manter o tubo em repouso verticalmente para a completa retração do coágulo em temperatura ambiente, para evitar hemólise. Após este período, centrifugar a amostra para obtenção do soro (sobrenadante) e acondicionar corretamente conforme estabelecido para o exame.

Instruções de distribuição
Transportar refrigerado (2°C a 8°C).
  

Instruções de estabilidade
A amostra é estável por até 5 dias refrigerada entre 2°C e 8°C.
 

Instruções de rejeição
Amostras recebidas diferente das condições solicitadas em guia.

Interpretação
A infecção por Schistosoma ocorre no contato com a água fresca que contém urina ou fezes contaminadas por ovos, os quais eclodem originando os miracídios. Os miracídios parasitam o hospedeiro intermediário (caramujo Biomphalaria) onde se desenvolvem originando as cercárias. A larva cercária pode penetrar no homem originando uma primeira reação de prurido; após 3 a 4 semanas os sintomas podem evoluir para dermatite, febre, embolia pulmonar, hepatite e hepatoesplenomegalia. O diagnóstico pode ser realizado através da detecção de anticorpos IgG contra Schistosoma mansoni, produzidos após o contato do homem com o parasita.

Esse guia de exames foi útil?