CÓDIGO: HE6
EXAME: DETECÇÃO DA HERPES 6 POR PCR
SINÔNIMOS: CBHPM – 40314278

MATERIAL: DIVERSOS
MEIO(S) DE COLETA: Sangue total: Tubo de EDTA
Líquor:  tubo ésteril

PRAZO: 12 dias úteis
MÉTODO: PCR EM TEMPO REAL

Instruções de coleta
Colher 3 mL de sangue total em tubo contendo anticoagulante EDTA, homogeneizar e acondicionar corretamente.
 

Instruções de distribuição
Transportar refrigerado (2°C a 8°C). Acondicionar o material nas bags (bolsas) roxas disponibilizadas pelo DB, pois possibilitam o envio direto dos exames, maior segurança e estabilidade das amostras.
 

Instruções de estabilidade
A amostra é estável por 7 dias refrigerada entre 2°C e 8°C.
 

Instruções de rejeição
Presença de coágulo ou hemólise grosseira, amostras fora da estabilidade, quantidade de amostra insuficiente, avarias no tubo e/ou recipiente do material enviado, tubo com anticoagulante ou conservante inadequado, amostra sem identificação.

Interpretação
As infecções por herpesvírus humanos conduzem a uma vasta sintomalogia. Contudo, caracterizam-se essencialmente pelo estabelecimento de uma infecção latente nas células nervosas, com a possibilidade de reactivação por estímulos biológicos, psicológicos ou ambientais. Tais infecções são bastante importantes em indivíduos imunocomprometidos (por exemplo, em indivíduos infectados com o vírus HIV), na medida em que se podem agravar os sintomas e, em alguns casos, até provocar a morte. Também em grávidas, a infecção pode tomar maiores proporções, uma vez que pode ser transmitida para o filho (transmissão vertical). A transmissão ocorre, na maioria dos casos, por contacto directo ou indirecto (secreções orais, ou respiratórias, e fluídos corporais). O Herpes Vírus Humano tipo 6 (HHV-6) causa infecção primária auto-limitada predominantemente em crianças, sendo latente no adulto. Imunossuprimidos podem apresentar reativação assintomática até doença grave.