CÓDIGO: HBSAG
EXAME: HEPATITE B – HBSAG
SINÔNIMOS: CBHPM – 40307018, AU, ANTÍGENO AUSTRÁLIA

MATERIAL: SORO
MEIO(S) DE COLETA: Tubo seco (vermelho) ou Gel separador (amarelo)

PRAZO: 1 dia útil
MÉTODO: IMUNOCROMATOGRAFIA

Instruções de preparo
Jejum: Jejum aconselhável de 4 horas.
 

Instruções de coleta
Tubo seco:
Realizar coleta utilizando tubo seco. Após retração completa do coágulo, centrifugar a amostra, separar o soro e acondicionar corretamente conforme estabelecido para o exame.
Tubo com gel separador:
Homogeneizar imediatamente após a coleta e manter o tubo em repouso verticalmente para a completa retração do coágulo em temperatura ambiente, para evitar hemólise. Após este período, centrifugar a amostra para obtenção do soro (sobrenadante) e acondicionar corretamente conforme estabelecido para o exame.

Instruções de distribuição
Transportar refrigerado (2°C a 8°C)
 

Instruções de estabilidade
A amostra é estável por até 14 dias refrigerada entre 2°C e 8°C.
 

Instruções de rejeição
Amostras recebidas diferente das condições solicitadas em guia.

Interpretação
O agente causador da hepatite B é o vírus da Hepatite B (HBV). A transmissão do HBV se faz fundamentalmente através das vias parenteral e sexual. Durante a infecção, o HBV produz o antígeno de superfície da hepatite B (HBsAg), também conhecido como antígeno Austrália. A presença de HBsAg indica que o indivíduo pode transmitir o vírus e sua persistência é um marcador de cronicidade. O HBsAg pode ser detectado entre a primeira e a décima semana após a exposição ao vírus. O HBsAg persiste durante a fase aguda e desaparece tardiamente no período de convalescência.  A persistência do HBsAg após 6 meses indica que o paciente é crônico.