CÓDIGO: EBARM
EXAME: EPSTEIN BARR – ANTICORPOS IGM
SINÔNIMOS: CBHPM – 40307581, SOROLOGIA PARA MONONUCLEOSE, VCA IGM; MONONUCLEOSE IGM

MATERIAL: SORO
MEIO(S) DE COLETA: Tubo seco (vermelho) ou Gel separador (amarelo)

PRAZO: 2 dias úteis
MÉTODO: QUIMIOLUMINESCÊNCIA

Instruções de preparo
Jejum: Aconselhável de 4 horas.

Instruções de coleta
Tubo seco:
Realizar coleta utilizando tubo seco. Após retração completa do coágulo, centrifugar a amostra, separar o soro e acondicionar corretamente conforme estabelecido para o exame.
Tubo com gel separador:
Homogeneizar imediatamente após a coleta e manter o tubo em repouso verticalmente para a completa retração do coágulo em temperatura ambiente, para evitar hemólise. Após este período, centrifugar a amostra para obtenção do soro (sobrenadante) e acondicionar corretamente conforme estabelecido para o exame.

Instruções de distribuição
Transportar refrigerado (2°C a 8°C).
  

Instruções de estabilidade
A amostra é estável por até 14 dias refrigerada entre 2°C e 8°C.
 

Instruções de rejeição
Amostras recebidas diferente das condições solicitadas em guia e amostras com hemólise grau II.

Interpretação
O vírus Epstein- Barr (EBV)  pertence à família do herpesvírus. O vírus é transmitido principalmente pela saliva; no entanto, a transmissão sexual, por transplante ou produtos de sangue contendo linfócitos foi observada. O EBV é o agente causador da mononucleose infecciosa, sendo também associado com o linfoma de Burkitt e o carcinoma de nasofaringe. Durante a infância, a infecção primária em geral é assintomática, já na adolescência e na idade adulta, contrai-se, em geral, uma mononucleose infecciosa sintomática. Após a infecção primária, o vírus fica latente durante toda a vida. Para determinar o estágio da infecção, são utilizados testes para a detecção de anticorpos IgG e IgM contra o capsídeo viral (VCA) e de anticorpos IgG contra o antígeno nuclear 1 (EBNA-1).