CÓDIGO: DNAIF
EXAME: ANTI-DNA (DUPLA HÉLICE) OU NATIVO
SINÔNIMOS: ANTICORPO IGG ANTI NDNA, CBHPM – 40306062

MATERIAL: SORO
MEIO(S) DE COLETA: Tubo seco (vermelho) ou Gel separador (amarelo)

PRAZO: 3 dias úteis
MÉTODO: IMUNOFLUORESCÊNCIA INDIRETA

Instruções de preparo
Jejum: Jejum aconselhável de 4 horas.
 

Instruções de coleta
Tubo seco:
Realizar coleta utilizando tubo seco. Após retração completa do coágulo, centrifugar a amostra, separar o soro e acondicionar corretamente conforme estabelecido para o exame.
Tubo com gel separador:
Homogeneizar imediatamente após a coleta e manter o tubo em repouso verticalmente para a completa retração do coágulo em temperatura ambiente, para evitar hemólise. Após este período, centrifugar a amostra para obtenção do soro (sobrenadante) e acondicionar corretamente conforme estabelecido para o exame.

Instruções de distribuição
Transportar refrigerado (2°C a 8°C).
  

Instruções de estabilidade
A amostra é estável por até 2 dias refrigerada entre 2°C e 8°C, após este período manter congelada.
 

Instruções de rejeição
Amostras recebidas diferente das condições solicitadas em guia e amostras com hemólise grau II.

Interpretação
O teste DNADP é um ensaio de anticorpos fluorescentes que utiliza o hemoflagelo Crithidia luciliae como substrato. Este contém uma massa altamente concentrada de dsDNA circular, conhecida como cinetoplasto. Serve como um substrato sensível e específico para detectar anticorpos dsDNA. Os autoanticorpos para dsDNA ocorrem quase exclusivamente em acometidos com Lúpus Eritomatoso Sistêmico (LES), e como tal, são considerados anticorpos marcadores de importância vital. Apesar do teste ser um ensaio de rastreio de sensibilidade para LES e outras doenças do tecido conjuntivo, não deve ser considerado específico para LES. Em alguns casos (cerca de 30%), apesar de as evidências clínicas e laboratoriais indicarem lúpus eritematoso sistêmico, o anticorpo anti-DNA nativo pode não ser detectado. Acredita-se que, nesses casos, os auto-anticorpos estejam sob a forma de imunocomplexos. Indica-se utilizar em conjunto outros testes sorológicos e conclusões clínicas para auxiliar no diagnóstico de LES.