CÓDIGO: CUSEM
EXAME: CULTURA E ANTIBIOGRAMA – SECREÇÃO DE ESCARA
SINÔNIMOS: CBHPM – 40310124

MATERIAL: SECREÇÃO DE ESCARA
MEIO(S) DE COLETA: Frasco e/ou seringa estéril, Meio de transporte Stuart

PRAZO: 7 dias úteis
MÉTODO: CULTURA EM MEIOS ESPECÍFICOS

Instruções de preparo
Medicação: De acordo com orientação médica.
 

Instruções de coleta
Deve-se sempre realizar a antissepsia da região de coleta e se necessário  realizar o debridamento da lesão, a fim de coletar  a área de maior profundidade. Amostras coletadas por processo cirúrgico ou aspiradas por agulha e seringa são consideradas ideais para análise, entretanto a amostras coletadas por Swab também podem ser encaminhadas.

Instruções de distribuição
Meios de transportar Stuart/Amies: temperatura ambiente.
Amostras em seringa e/ou frasco estéril: 1 hora em temperatura ambiente e 12 horas refrigerada (2°C a 8°C).

Instruções de estabilidade
Meios de transportar Stuart/Amies: 24 horas em temperatura ambiente.
Amostras em seringa e/ou frasco estéril:  1 horas em temperatura ambiente e 12 horas refrigerada (2°C a 8°C).

Instruções de rejeição
Amostra enviadas  em Swab seco, sem meio de transporte;
Amostras enviadas em cary blair;
Amostras com sinais evidentes de contaminação;
Amostras sem identificação;
Amostras que não venham nas condições estabelecidas em guia.

Interpretação
As ulceras por pressão, denominadas também de escaras ou úlceras de decúbito, são lesões cuja etiologia é bastante conhecida, pois são isquemias do tecido causadas pela força de compressão na imobilidade do paciente. A causa mais frequente é a compressão em determinadas áreas corporais. São geralmente provocadas em superfícies de colchões, cadeiras de rodas, aparelhos gessados e outros, reduzindo assim o fluxo sanguíneo, que provoca isquemia na área que sofre compressão, fato que desfavorece a oxigenação e a nutrição tecidual, levando à trombose capilar, e posterior necrose. O conhecimento microbiológico através da cultura de secreção de escara, se faz extremamente necessária na atuação, prevenção e tratamento das mesmas. A maior dificuldade é separar micro-organismos que estão apenas contaminando a superfície de bactérias que estejam causando infecção.