CÓDIGO: COVGM
EXAME: CORONAVÍRUS 2019 ANTICORPOS IGG E IGM
SINÔNIMOS: COVID, COVID-19, CORONA, CORONAVÍRUS, SOROLOGIA COVID

MATERIAL: SORO
MEIO(S) DE COLETA: Tubo seco (vermelho) ou Gel separador (amarelo)

PRAZO: 5 dias úteis
MÉTODO: ENZIMAIMUNOENSAIO E QUIMIOLUMINESCÊNCIA

Instruções de preparo
Jejum: Jejum aconselhável de 4 horas.
 

Instruções de coleta
Tubo seco:
Realizar coleta utilizando tubo seco. Após retração completa do coágulo, centrifugar a amostra, separar o soro e acondicionar corretamente conforme estabelecido para o exame.
Tubo com gel separador:
Homogeneizar imediatamente após a coleta e manter o tubo em repouso verticalmente para a completa retração do coágulo em temperatura ambiente, para evitar hemólise. Após este período, centrifugar a amostra para obtenção do soro (sobrenadante) e acondicionar corretamente conforme estabelecido para o exame.

Instruções de distribuição
Transportar refrigerado (2°C a 8°C).
  

Instruções de estabilidade
A amostra é estável por até 4 dias refrigerada entre 2°C e 8°C.
 

Instruções de rejeição
Amostras recebidas diferente das condições em guia e amostras com hemólise grau I e grau II.

Interpretação
O coronavírus 2019 (2019-nCoV) é um novo vírus que causa doenças respiratórias em humanos e pode se espalhar de pessoa para pessoa. Este vírus foi identificado pela primeira vez durante uma investigação sobre um surto de doença respiratória em Wuhan, China. O Coronavírus Covid-19 é uma doença altamente contagiosa de natureza viral grave, transmitida por via respiratória (gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos). Os sintomas do Covid-19 são febre, tosse e dificuldade para respirar. O período de incubação da COVID-19 varia de 1 a 14 dias, com a maioria dos casos manifestando-se dentro de 3 a 5 dias. Anticorpos IgG específicos contra o SARS-CoV-2 são detectáveis em pacientes com COVID-19 durante a fase sintomática da doença depois que o RNA não é mais detectável. A sensibilidade da combinação dos resultados de RNA e de anticorpos foi reportada em > 99%. A persistência de anticorpos IgG permite a identificação de pessoas que foram infectadas no passado, se recuperaram da doença e possivelmente se tornaram imunes. A detecção de IgG e outros testes sorológicos irão desempenhar um papel importante na pesquisa e na vigilância. A sensibilidade deste teste é de 0% para menos de 3 dias após o início dos sintomas, 25% entre 3 e 7 dias, 86,36% de 8 a 13 dias e 100% para 14 dias ou mais. Os estudos clínicos tem mostrado a detecção dos anticorpos IgM em geral a partir de 7 dias após o início dos sintomas, podendo em alguns casos ocorrer em prazos mais longos. Devido a este período de janela imunológica, resultados falso negativos podem ocorrer nos testes realizados em amostras obtidas neste momento. Resultados falsos positivos ocasionados por reações imunológicas cruzadas induzidas por outras condições clínicas também são possíveis, mas ainda não estão bem caracterizados no contexto da COVID-19. Testes sorológicos,  não devem ser usados como critério único para o diagnóstico de infecções por 2019-nCoV.