CÓDIGO: CORTU
EXAME: CORTISOL – URINA 24 HORAS
SINÔNIMOS: CBHPM – 40316190, CORTISOL LIVRE

MATERIAL: URINA 24 HORAS
MEIO(S) DE COLETA: Frasco estéril

PRAZO: 4 dias úteis
MÉTODO: QUIMIOLUMINESCÊNCIA

Instruções de coleta
Urina 24 horas:
Ao levantar pela manhã, deverá desprezar toda a urina contida na bexiga e anotar o horário. A partir desse momento, toda vez que urinar, durante o resto do dia e também à noite, deve-se recolher integralmente a urina de cada micção, colocando-a no mesmo frasco de coleta. Este deve ser bem fechado e guardado em refrigerador, entre as micções.  Na manhã seguinte, deve-se coletar toda a urina contida na bexiga e encerrar a coleta no horário correspondente ao horário que desprezou a 1° micção da véspera. Durante as 24 horas de coleta, a ingestão de líquidos deve ser a habitual.
Enviar ao laboratório uma alíquota de urina de 24 horas.

Instruções de distribuição
Transportar refrigerado (2°C a 8°C).
  

Instruções de estabilidade
A amostra é estável por até 72 horas refrigerada entre 2°C e 8°C.

Interpretação
A maioria do cortisol plasmático está ligada a proteínas e aproximadamente 1% é secretado intacto na urina. O cortisol urinário normalmente é tido como um reflexo do nível de cortisol plasmático não-ligado (livre), que é biologicamente ativo. Em casos de superprodução de cortisol, a globulina de ligação do cortisol torna-se saturada, tanto que o cortisol plasmático não-ligado aumenta desproporcionalmente, assim como a secreção urinária. A medição de cortisol urinário é um meio sensível de determinação da hiperfunção adrenocortical, como a síndrome de Cushing. O cortisol urinário de coleta de 24 horas representa a integração após um dia inteiro e não é afetado pela variação diurna evidente em níveis de cortisol plasmático. 

Esse guia de exames foi útil?