CÓDIGO: CLO
EXAME: CLORO
SINÔNIMOS: CBHPM – 40301559, CLORETO

MATERIAL: SORO
MEIO(S) DE COLETA: Tubo seco (vermelho) ou Gel separador (amarelo)

PRAZO: 2 dias úteis
MÉTODO: ELETRODO SELETIVO

Instruções de preparo
Jejum: Jejum aconselhável de 4 horas.
 

Instruções de coleta
Tubo seco:
Realizar coleta utilizando tubo seco. Após retração completa do coágulo, centrifugar a amostra, separar o soro e acondicionar corretamente conforme estabelecido para o exame.
Tubo com gel separador:
Homogeneizar imediatamente após a coleta e manter o tubo em repouso verticalmente para a completa retração do coágulo em temperatura ambiente, para evitar hemólise. Após este período, centrifugar a amostra para obtenção do soro (sobrenadante) e acondicionar corretamente conforme estabelecido para o exame.

Instruções de distribuição
Transportar refrigerado (2°C a 8°C).
  

Instruções de estabilidade
A amostra é estável por até 2 dias refrigerada entre 2°C e 8°C.
 

Instruções de rejeição
Amostras recebidas diferente das condições solicitadas em guia e amostras com hemólise grau I.

Interpretação
O cloro atua juntamente com o sódio na manutenção da distribuição da água no organismo, da neutralidade elétrica e da pressão osmótica. A hipocloremia ocorre em casos de alcalose metabólica, acidose metabólica, insuficiência adrenal, nefropatias, perda gastrointestinal de bicarbonato (falta de ingestão de sal, diarreia intensa, drenagem gástrica ou vômito prolongado), hiperaldosteronismo primário e queimaduras. Valores aumentados (hipercloremia) estão geralmente associados a casos de aumento de sódio no organismo. Ocorrem na acidose metabólica, desidratação, acidose tubular renal, insuficiência renal aguda, diabetes insípido.

Esse guia de exames foi útil?