CÓDIGO: CITOL
EXAME: PAPANICOLAU – CITOPATOLÓGICO
SINÔNIMOS: CBHPM – 40601137, CITOPATOLOGIA CÉRVICO-VAGINAL CONVENCIONAL, COLPOCITOLOGIA ONCÓTICA

MATERIAL: CITOLOGIA DE COLO DE ÚTERO, ECTO E ENDOCERVICAL
MEIO(S) DE COLETA: Lâmina histológica

PRAZO: 8 dias úteis
MÉTODO: PAPANICOLAU E “BETHESDA SYSTEM”

Instruções de preparo
– Para garantir um resultado preciso, a mulher não deve ter relações sexuais (mesmo com camisinha) no dia anterior ao exame;
– Evitar o uso de duchas, medicamentos vaginais e anticoncepcionais locais nas 48 horas anteriores à realização do exame;
– É importante também que não esteja menstruada, porque a presença de sangue pode alterar o resultado.

Instruções de coleta
Consultar material técnico com instruções de coleta para o exame Papanicolau Convencional e Meio Líquido aqui
 

Instruções de distribuição
Transportar em temperatura ambiente.
 

Instruções de estabilidade
A amostra é estável por até 30 dias após a coleta com fixação e acondicionamento adequados.
 

Instruções de rejeição
Lâmina danificada ou quebrada, lâmina sem identificação (iniciais do nome da paciente), lâmina contaminada por fungos ou outros, ausência de informação de idade da paciente.

Interpretação
Exame ginecológico realizado como prevenção para câncer de colo uterino. Consiste basicamente na colheita de material do colo uterino com uma espátula especial, sendo este material colocado em uma lâmina e analisado posterioremente por um citopatologista. Este exame verifica a morfologia das células da mucosa do colo do útero, analisa alterações nas células cervicais, chamadas de displasia cervical. Os resultados são expressos em um sistema que, dependendo da gravidade, varia do grau I (normal) ao grau V (câncer invasor). Os cuidados e intervalos para novos exames vão depender de quais resultados aparecerem.
 
* Nos casos em que forem realizados papanicolaou e anátomo patológico ginecológico, a data da liberação do resultado de papanicolaou poderá ser alterada. Se ocorrer a alteração, serão liberados em conjunto, considerando o prazo de liberação do anátomo patológico, para associação de resultados como controle de qualidade.