CÓDIGO: BNP
EXAME: PEPTÍDEO NATRIURÉTICO
SINÔNIMOS: CBHPM – 40302776, FATOR NATRIURÉTICO TIPO B, PEPTÍDEO NATRIURÉTICO CEREBRAL

MATERIAL: PLASMA CONGELADO
MEIO(S) DE COLETA: Tubo em EDTA (roxo)

PRAZO: 4 dias úteis
MÉTODO: QUIMIOLUMINESCÊNCIA

Instruções de preparo
Jejum: Aconselhável de 4 horas.

Instruções de coleta
Plasma:
Realizar coleta utilizando o tubo com o anticoagulante correspondente ao exame, homogeneizar, centrifugar a amostra, separar o plasma em tubo transporte de material e acondicionar conforme estabelecido para o exame.

Instruções de distribuição
Transportar congelado.
 

Instruções de estabilidade
A amostra é estável por até 3 meses congelada.
 

Instruções de rejeição
Amostras recebidas diferente das condições solicitadas em guia.

Interpretação
Este ensaio está indicado como auxiliar no diagnóstico e avaliação da gravidade da insuficiência cardíaca. Nos doentes com síndromes coronárias agudas (ACS), este teste, em conjunto com outros fatores de risco conhecidos, também pode ser utilizado para prever a sobrevivência, bem como a probabilidade de uma futura insuficiência cardíaca. O sistema peptídico natriurético é uma
família de peptídeos estruturalmente semelhantes, mas geneticamente distintos que inclui o peptídeo atrial natriurético (ANP), o peptídeo natriurético tipo B (BNP) com origem nas células miocárdicas e o peptídeo natriurético tipo C (CNP) com origem nas células endoteliais. Os peptídeos natriuréticos cardíacos são os antagonistas naturais do sistema renina-angiotensina aldosterona e do sistema nervoso simpático. Eles promovem a natriurese e a diurese, atuam como vasodilatadores e exercem efeitos antimitogênicos nos tecidos cardiovasculares. O ANP e o BNP são secretados pelo coração em resposta ao estresse hemodinâmico. O aumento nos níveis de BNP ocorre fundamentalmente como resposta ao estiramento da parede ventricular esquerda e à sobrecarga de volume. O ANP e o BNP se manifestam predominantemente nos átrios e nos ventrículos, respectivamente, e são importantes para a regulação da pressão sanguínea, dos eletrólitos e da homeostase de volume.