CÓDIGO: ALFA
EXAME: ALFAFETOPROTEÍNA
SINÔNIMOS: CBHPM – 40316068

MATERIAL: SORO
MEIO(S) DE COLETA: Tubo seco (vermelho) ou Gel separador (amarelo)

PRAZO: 2 dias úteis
MÉTODO: QUIMIOLUMINESCÊNCIA

Instruções de preparo
Jejum: Jejum aconselhável de 4 horas.
 

Instruções de coleta
Tubo seco:
Realizar coleta utilizando tubo seco. Após retração completa do coágulo, centrifugar a amostra, separar o soro e acondicionar corretamente conforme estabelecido para o exame.
Tubo com gel separador:
Homogeneizar imediatamente após a coleta e manter o tubo em repouso verticalmente para a completa retração do coágulo em temperatura ambiente, para evitar hemólise. Após este período, centrifugar a amostra para obtenção do soro (sobrenadante) e acondicionar corretamente conforme estabelecido para o exame.

Instruções de distribuição
Transportar refrigerado (2°C a 8°C).
  

Instruções de estabilidade
A amostra é estável por até 3 dias refrigerada entre 2°C e 8°C.
 

Instruções de rejeição
Amostras recebidas diferente das condições solicitadas em guia.

Interpretação
A produção de AFP ocorre principalmente no fígado e no saco vitelino do feto e em quantidade inferior em outros órgãos. A AFP é detectada na circulação fetal aproximadamente 30 dias após a concepção. Após atingirem o pico de concentração em 13 semanas de gestação, os níveis reduzem-se gradualmente e até ao nascimento. Por volta dos 2 anos de idade, os indivíduos normais apresentam apenas traços de AFP. Níveis elevados de AFP reaparecem nos adultos em determinadas doenças malignas e durante a gravidez. A alfafetoproteína é um biomarcador de tumores hepáticos e testiculares.  Sua dosagem está indicada  no acompanhamento de portadores dessas condições.