CÓDIGO: ADNAB
EXAME: ANTICORPOS ANTI ESTREPTOCOCCUS [DNAASE B]
SINÔNIMOS: CBHPM – 40306178

MATERIAL: SORO
MEIO(S) DE COLETA: Tubo seco (vermelho) ou Gel separador (amarelo)

PRAZO: 12 dias úteis
MÉTODO: NEFELOMETRIA

Instruções de coleta
Realizar coleta utilizando material e meio de coleta adequados. Após retração completa do coágulo, centrifugar a amostra e acondicionar corretamente.
 

Instruções de distribuição
Transportar refrigerado (2°C a 8°C).
  

Instruções de estabilidade
A amostra é estável por 15 dias refrigerada entre 2°C e 8°C ou por até 1 ano congelada a -20°C.
 

Instruções de rejeição
Amostras com turbidez ou partículas serão rejeitadas.

Interpretação
Os anticorpos B ADNase reagem contra exoenzima da desoxiribonuclease B produzida pelos estreptococos. O significado da detecção destes anticorpos reside na confirmação da existência de uma infecção estreptocócica presente ou passada (febre reumática, escarlatina, tonsilite, glomerulonefrite, entre outras). A reação dos anticorpos contra os estreptococos DNAse B inicia-se posteriormente à formação de anticorpos contra a estreptolisina O, mas pode ser detectada numa maior percentagem de pacientes. Nas infecções da pele, raramente ocorre um aumento da concentração de anti-estreptolisina, ao mesmo tempo em que se pode observar uma subida do título de ADNase B.