CÓDIGO: AAS
EXAME: ÁCIDO ACETIL SALICÍLICO – DOSAGEM

MATERIAL: SORO
MEIO(S) DE COLETA: Tubo seco (vermelho) ou Gel separador (amarelo)

PRAZO: 16 dias úteis
MÉTODO: CROMATOGRAFIA LÍQUIDA DE ALTA RESOLUÇÃO

Instruções de coleta
Tubo seco:
Realizar coleta utilizando tubo seco. Após retração completa do coágulo, centrifugar a amostra, separar o soro e acondicionar corretamente conforme estabelecido para o exame.
Tubo com gel separador:
Homogeneizar imediatamente após a coleta e manter o tubo em repouso verticalmente para a completa retração do coágulo em temperatura ambiente, para evitar hemólise. Após este período, centrifugar a amostra para obtenção do soro (sobrenadante) e acondicionar corretamente conforme estabelecido para o exame.

Instruções de distribuição
Transportar refrigerado (2°C a 8°C).
  

Instruções de estabilidade
A amostra é estável por até 7 dias em temperatura ambiente ou por até 15 dias refrigerada de 2°C a 8°C ou por até 2 meses congelada.
 

Instruções de rejeição
Amostras recebidas diferente das condições solicitadas em guia.

Interpretação
O ácido acetilsalicílico é um fármaco do grupo dos AINES utilizado como anti-inflamatório, antipirético, analgésico e antiplaquetário. Quando puro é um pó cristalino branco ou cristais incolores, pouco solúvel na água e facilmente solúvel em álcool e éter. Seu medicamento mais comum é a aspirina. Seu mecanismo de ação é a inibição da enzima ciclooxigenase (COX). Seu efeito analgésico é devida á inibição da produção local de prostaglandinas da inflamação. O efeito antipirético é causado pela inibição da formação de prostaglandinas E2, a qual é uma mediadora da regulação da temperatura corporal pelo hipotálamo. A intoxicação aguda por salicilatos é mais frequente em crianças por ingestão acidental e, em adultos, ocorrem por tentativas de suicídio.