CÓDIGO: A59
EXAME: ESTUDO DE INTOLERÂNCIA ALIMENTAR 59 ALIMENTOS

MATERIAL: SANGUE TOTAL
MEIO(S) DE COLETA: Tubo com EDTA (roxo)

PRAZO: 5 dias úteis
MÉTODO: ENZIMAIMUNOENSAIO

Instruções de preparo
Jejum: Não é necessário jejum ou preparos especiais.
 

Instruções de coleta
Coleta A59:
Realizar coleta utilizando material e tubo de coleta recomendado para o exame , homogeneizar e acondicionar corretamente.

Instruções de distribuição
Transportar refrigerado (2°C a 8°C)
 

Instruções de estabilidade
A amostra é estável por até 3 dias refrigerada entre 2°C a 8°C.
 

Instruções de rejeição
Amostras recebidas diferente das condições solicitadas em guia e amostras com hemólise grau I.

Interpretação
O sistema imunológico do intestino é o maior e o mais importante de todo o organismo. Mais de 80% das reações imunológicas tem sua origem no intestino  que garentem uma barreira quase instrasnponível contra bactérias, vírus e outros agentes patogênicos, assim como, contra proteínas de alimentos ou frações de proteínas que podem ser reconhecidas como substâncias estranhas. No entanto, a integridade desta parede intestinal pode estar, muitas vezes danificada, por medicamentos, infecções, micoorgranismo, estresse e toxinas ambientais, permitindo a entrada de partes de nutrientes ou proteínas entre as células.  Estas substâncias e ou fragmentos de proteínas são reconhecidas pelo sistema imunológica como elemento estranho e agressor e identificados pelo sistema imunológica que produzirão anticorpos contra substância. Ao ingerir este alimento regularmente ocorrem reações imunológicas repetitivas que estimulam processos inflamatórios. A experiência demonstra que na maioria dos casos os alimentos ingeridos diariamente são os que causam estas inflamções e as chamamos de hipersesnsibilidade alimentar ou alergias tardias. As alergias tardias são  mediadas pelas imunoglobulina G, que produzem um anticorpo chamado IgG e denominamos genericamente o teste como Intolerância Alimentar mediada por IgG. As manifestações de hipersensibilidade ou intolerância alimentar são geralmente tardia e podem iniciar-se muito tempo depois do primeiro contato com o alimento ou alérgeno.  Diferentemente das alergias clássicas – reações imediatas – mediadas por IgE, com sinais e sintomas bastante conhecidos e relativamente de fácil identificação, como reações cutâneas, urticárias, e edemas, as alergias tardias mediadas por IgG são caracterizadas por processos inflamatórios e poderão sere revelados através de sinais e sintomas pela deposição de imunocomplexos por tecidos ou órgãos.

Alimentos testados:
Aveia, trigo, arroz, milho, centeio, trigo duro, glúten, amêndoa, castanha do Pará / Noz do Brasil, caju, chá, noz, leite de vaca, ovo, frango, cordeiro / borrego, carne vermelha (boi / vaca), carne de porco, Mix de peixe de carne branca (hadoque, bacalhau, solha), Mix de peixe de água doce (salmão , truta), atum, Mix de crustáceos (gamba ou lagostim, camarão, caranguejo, lagosta e mexilhão), brócolis/brócolos, repolho, cenoura, alho poró / alho porró, batatas, aipo, pepino, pimentões / pimentos (vermelhos, verdes e amerelos), Mix de leguminosas (lentilhas, ervilha e feijão), grapefruit / toranja, Mix de melão (melão, cantalupe, melância), amendoim, soja, cacau, maçã, groselha preta, azeitonas, laranja e limão, morango, tomate, gengibre, alho, cogumelos e fermento.